segunda-feira, 8 de outubro de 2012

"Isso é bobagem. A gente tem uma amizade muito boa", afirma Mel Fronckowiak sobre suposto desentendimento com colegas de elenco


Depois de seis meses, a banda Rebeldes volta a São Paulo em seu segundo show na capital paulista, no Na novela Rebelde, Mel Fronckowiak interpreta a personagem Carla Ferrer, uma das integrantes da banda Rebeldepróxi mo sabadoEu Sou e Quando Estou do Seu Lado, eles apresentam a nova música de trabalho da banda, Nada Pode nos Parar. CONTIGO! ONLINE conversou com exclusividade com Mel Fronckowiak, que vive a personagem Carla Ferrer, para saber mais sobre os shows, sua carreira e a relação com os fãs.

Nascida em Pelotas, Rio Grande do Sul, Melanie Fronckowiak trabalhou como modelo, cursou teatro, fez campanhas publicitárias, participou da novela Viver a Vida (2010) e desde o ano passado vem consolidando sua carreira como atriz e também cantora na novela Rebelde, da Rede Record. Na trama, sua personagem, Carla, é uma das seis integrantes da banda Rebelde, e sofre de distúrbios alimentares.mo sábado (09). Além de hits como Do Jeito Que Eu Sou e Quando Estou do Seu Lado, eles apresentam a nova música de trabalho da banda, Nada Pode nos Parar. CONTIGO! ONLINE conversou com exclusividade com Mel Fronckowiak, que vive a personagem Carla Ferrer, para saber mais sobre os shows, sua carreira e a relação com os fãs.

Nascida em Pelotas, Rio Grande do Sul, Melanie Fronckowiak trabalhou como modelo, cursou teatro, fez campanhas publicitárias, participou da novela Viver a Vida (2010) e desde o ano passado vem consolidando sua carreira como atriz e também cantora na novela Rebelde, da Rede Record. Na trama, sua personagem, Carla, é uma das seis integrantes da banda Rebelde, e sofre de distúrbios alimentares.

Contigo! Online: É o segundo show da banda em São Paulo. Como está sendo a receptividade dos fãs aqui na cidade?
Mel: Sempre somos super bem recebidos. Estamos com a mesma turnê, mas estamos reformulando os shows para aos poucos ir acrescentando musicas e tirando outras. Queremos sempre levar novidades aos fãs.

Contigo! Online: Como foram as gravações do CD e DVD ao vivo? 
Mel: Por ser ao vivo não tem grandes diferenças. Nunca houve preocupação por ser ao vivo, a gente quer fazer bem sempre. O figurino foi mais elaborado, mas demos o nosso melhor, como procuramos fazer em todas as apresentações. A música entrou muito rápido na nossa vida. São 18, 20 mil pessoas nos assistindo. A gente incorporou muito isso dos shows, a gente sobre no palco e a partir do momento em que o show começa é dar o melhor de si. Sempre fazemos o melhor independente de qualquer coisa.

Contigo! Online: Na versão Mexicana de Rebeldes a banda chegou a fazer shows fora do país, como no Brasil e na Argentina. Existe algum projeto para que a banda faça shows fora do país? 
Mel: Sinceramente não sei. A gente não sabe muito desse planejamento. Sei que em outros países também está passando a novela, mas, quanto a shows fora do Brasil, eu não sei. Nossa, ficaríamos muito felizes se isso acontecesse. Já é tão bacana conhecer o país, seria uma honra fazer show fora do Brasil. Acredito que isso fortaleceria o projeto.

Contigo! Online: Você acredita que a banda já esteja bem consolidada? 
Mel: A gente está há muito pouco tempo na estrada e já é um sucesso, casa cheia em todos os lugares que vamos, mas acho que uma banda só está consolidada quando tem anos de carreira. Acho que, se continuarmos assim, podemos vir a ser. Temos que aproveitar o momento para fazer o melhor e continuar crescendo.

Contigo! Online: Você está com algum projeto paralelo à novela? Ou já tem planos para depois dela? 
Mel: Acho que todo mundo pensa. Dentro de cada um a gente pensa em como será daqui pra frente, mas é muito difícil pensar agora. A gente não sabe o que está por vir, temos que estar abertos. Já que Rebelde explora tanta coisa, tem que estar atento para se fazer o melhor. Eu não estou pensando nisso agora, só penso em fazer tudo da melhor forma possível.

Contigo! Online: Nós da Contigo! temos percebido o carinho e a dedicação dos fãs de Rebeldes. Como tem sido tudo isso? Você se surpreendeu com essa ligação que eles criam com vocês?
Mel: 
Eles são muito passionais. Eles querem saber o que a gente faz ou deixa de fazer. Público jovem é afetuoso e não tem vergonha. Às vezes alguém mais velho conhece a gente, quer tirar foto, mas tem vergonha, o nosso público quer mais é estar com a gente. Às vezes a gente se surpreende porque não espera chegar a uma cidade com 300 pessoas no aeroporto. Receber o carinho deles é muito gostoso. A gente fala que esse carinho dos fãs nos motiva pra dar sempre o melhor de nós nos palcos. Eles nos dão ainda mais vontade de fazer o show.

Contigo! Online: E o que os fãs podem esperar da nova fase de Rebeldes?
Mel:
 Os fãs podem esperar o de sempre, que Rebelde continue falando de temas jovens, do dia a dia. A banda vai crescer cada vez mais dentro da novela. Rebelde vai começar a mostrar situações que a banda vive no dia a dia, que são verdadeiras. Além do amadurecimento como pessoa e profissional, as personagens tiveram o amadurecimento normal delas, como casais, em suas escolhas, na escola, o período de vestibular, coisas da vida do jovem. O que não está distante da nossa realidade, né?! Vamos continuar mostrando isso, os conflitos dos jovens.

Contigo! Online: Você deixou sua cidade natal e veio para São Paulo muito nova. Como foi essa experiência? Qual foi a maior dificuldade e o maior aprendizado?
Mel:
 São muitos aprendizados. São Paulo é muito grande e a carreira de modelo é muito concorrida. É fácil quando você tem tudo na mão, não precisa fazer muita coisa, mas quando você aprende a se virar desde cedo é diferente. Foi um grande desafio. Como a gente escuta mais não do que sim, você acaba se preparando para o depois, porque esse tipo de situação acontece sempre. A experiência foi muito boa e tenho orgulho de ter decidido isso, porque dá medo de sair de casa, mas as coisas têm um preço e você tem que batalhar por elas.

Contigo! Online: Na época em que estrelou a campanha da marca Sloggi você namorava o empresário Sergio de Moraes, que também administrava a sua carreira. Vocês ainda estão juntos? Ele ainda cuida da sua carreira ou é outra pessoa?
Mel:
 Não estamos mais juntos, mas ele continua administrando minha vida artística. Ele é muito importante pra mim. Agora estou trabalhando muito e me focando nisso.

Contigo! Online: Você começou como modelo, fez curso de teatro e chegou a atuar na novela Viver a Vida, ao lado da atriz Aline Moraes. Como você chegou até Rebelde? Como foi o convite?
Mel:
 Comecei a fazer muita publicidade e, a partir de então, ter muito interesse em trabalhar com TV. Na medida em que fui fazendo testes percebi que tinha facilidade e então passei a investir mais nisso. Em São Paulo fui estudar, fiz curso e os testes foram aparecendo. A gente acha que o meio é grande, mas não é, os convites acabam surgindo. Fiz testes para a Record, passei, fiquei lá e depois me chamaram para Rebelde.

Contigo! Online: No início, você chegou a sentir que havia algum tipo de preconceito por você ser modelo?
Mel:
 A vida toda vai ter. A beleza abre portas e fecha outras. Mas não acho que tenha nada de “Nossa... como eu sofri”. Tem uma barreira natural, mas a vida é assim. A gente tem que se provar o tempo todo.

Contigo! Online: De modelo você deu um salto na carreira de atriz e, também, cantora. Você fez curso de teatro, e de canto? Como foi o começo como cantora?
Mel:
 Engraçado que eu sempre tive uma coisa com muito próxima com a música. Meu pai tocava violão e minha mãe cantava, nada profissionalmente, mas cresci ouvindo muita música em casa e cantando. Nesse processo acabei participando do coral e do grupo de canto da escola, sempre de uma maneira tímida. Agora faço aulas toda semana, é um processo contínuo. É muito legal trabalhar com algo que você goste. Todo mundo devia ter essa experiência de subir no palco e sentir a energia do público. É uma sensação única. Todos deviam sentir isso.

Contigo! Online: Em algumas entrevistas você disse que para manter o corpo saudável você não come frituras, nem doces, sobretudo por causa da sua profissão como modelo. Você passou a ter cuidados com a voz? Quais?
Mel:
 Tomo alguns cuidados como evitar beber coisa muito gelada ou muito quente. Faço gargarejo. Em festas, por exemplo, é preciso prestar atenção pra não falar alto, porque tem show depois. Tenho que descansar, dormir, para colocar a voz no lugar. Essas coisas.

Contigo! Online: Sua personagem, Carla, sofre de distúrbios alimentares. Como você vê a importância do seu papel na apresentação dessa problemática?
Mel:
 É importante primeiro ressaltar que a bulimia não tem cura, ela fica sob controle. Esse assunto é de extrema importância e é bom sabermos que tem canal aberto que está disposto a falar sobre o tema. Quando soube da personagem conversei com um medido, conheci pacientes e conversei com eles. Tive essa preocupação, porque é um tema sério, que precisa de cuidado. A novela é divertida, mas na hora de falar sobre assuntos como esse é preciso seriedade. Bulimia e anorexia não têm graça, mata. Acredito que a gente tenha conseguido trabalhar esse assunto de forma séria.

Contigo! Online: Depois que você começou a atuar como a Carla, algum fã já falou com você sobre isso? Contou que também sofria (ou sofrem) de distúrbios alimentares (como a bulimia e anorexia)?
Mel:
 Recebi muita carta de gente que sofria disso dizendo que a personagem a ajudava. É muito legal esse retorno. É impressionante como pessoas que você nem imagina, que aparentam ser saudáveis, tenham distúrbios alimentares.

Pergunta dos fãs: Alguns veículos disseram que você estaria tendo problemas com alguns colegas de elenco. Como está sua relação com as atrizes Sophia Abrahão e Lua Blanco?
Mel:
 Isso é bobagem. Eles adoram inventar brigas amores e tudo mais. Isso não existe. Nós trabalhamos juntos diariamente, é claro que às vezes cada um fica mais no seu canto, mas isso é normal. A gente tem uma amizade muito boa. Nós nos ajudamos bastante.

Pergunta dos fãs: Existe alguma coisa entre você e o ator Chay Suede, seu par romântico na trama?
Mel:
 Eu tenho sim uma coisa pelo Chay: muita admiração pela força com que ele evoluiu e pela maneira como ele cresceu. Eu aprendo muito com ele. Tenho muita admiração por ele. A gente fala que, enquanto esse tipo de suposição existir é porque estamos conseguindo passar a mensagem da cena.

Pergunta dos fãs: Entre atuar e cantar, o que você prefere?
Mel: 
Essa é a pergunta que nos fazem mais difícil de responder. Por mais que estejamos vivenciando os dois juntos é muito difícil escolher. Mas eu, sinceramente, descubro coisas incríveis em cada uma dessas áreas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário